Em 1995, o âmbito das funções do Centro de Tradução foi oficialmente alargado, através da alteração do seu Regulamento de base, de modo a reforçar a cooperação interinstitucional no domínio da tradução:

  • Por um lado, a tradução e as atividades associadas foram alargadas às instituições e aos órgãos que dispõem de um serviço de tradução. Este tipo de cooperação é estabelecido numa base voluntária, mas permite ao Centro absorver as eventuais sobrecargas de trabalho destas instituições.
  • Por outro lado, o Centro passou a ter um papel na cooperação interinstitucional, tendo em vista racionalizar os métodos de trabalho e realizar economias de escala globais.

O Centro é, por conseguinte, membro titular do Comité Interinstitucional da Tradução e da Interpretação (CITI), que é o fórum para a cooperação interinstitucional entre os serviços linguísticos das instituições e dos órgãos da UE. Os representantes do Centro reúnem-se regularmente com os colegas dos serviços de tradução das outras instituições para discutir questões de interesse comum (recrutamento, intercâmbio de pessoal, formação, tecnologia linguística, etc.) e tomar decisões sobre projetos comuns (que incluem ferramentas interinstitucionais, como a base de dados terminológica IATE, o sistema de tradução automática MT@EC e a memória de tradução Euramis).